quarta-feira, 26 de março de 2008

Cuidando a bocetinha da empregada

Tudo começou quando uma prima minha foi visitar uma tia em sua fazenda no interior do ES. Eu estava precisando de uma pessoa para trabalhar em casa e não encontrava, ela me disse que a filha da cozinheira queria vir para a capital para estudar e se prepusera a trabalha em casa de família para que isso pudesse acontecer.
Ela então telefonou e pediu que a tia mandasse a menina assim que alguém viesse para a cidade, pois só tinha 19 anos e medo de andar sozinha pela cidade.
Uma semana depois o capataz da fazenda viria para consulta médica e se colocou a disposição para traze-la.
Chegando a Vitória, apenas com 02 mudas de roupa, cabelos maltratados e uma sandália no pé, 19 anos com cara e jeito de 15.
Me ofereci para vesti-la com algumas roupas que não usava mais, foi a primeira vez que vi aquele lindo corpo peladinho na minha frente. Tão inocente, tão meiga, tão.... e eu que nunca havia pensado em ser lésbica, estava completamente cheia de tesão!! doida para chupar aqueles pequenos seios, parecia que ainda estavam em formação, nem bico tinha direito. Uma bunda linda, grande e redonda.
Fiquei olhando os peitinhos dela como se tivesse analisando o tamanho e logo constatei que nenhum dos meus soutiens daria nela, teria que comprar algum para ela, disse que teria que medir o tamanho com as mãos para ter idéia do que iria comprar, então comecei a toca-la, coloquei minhas mãos em forma de concha neles e os bicos ficaram entre meus dedos e os apertei suavemente deixando-a excitada.
Medi as costas com as palmas das minhas mãos e quando cheguei em sua traseira acariciei seus seios novamente. Disse que seus seios eram lindos, pequenos, duros e pontudos e que não deveria dormir de barriga para baixo para que eles fossem sempre assim!! Disse ainda que ela deveria exercitar, puxando os bicos para fora e já fui pegando e apertando os biquinhos, puxando-os para fora, ela começou a ri e colocou a mão ba bocetinha como se estivesse melada e com vergonha.
Coloquei-lhe uma blusinha de malha branca a qual deixou os bicos aparentes e altamente provocantes. Assim como esta lhe dei outras no mesmo estilo, só para aprecia-los. Estava louca de tesão, com vontade de cair de boca neles, não só de chupa-los, mas de morder aqueles biquinhos rosados.
Passei para a calcinha, as minhas ficariam grandes e me propus a comprar algumas para ela, passei a mão nela toda, como se estivesse medindo o tamanho para comprar. Uma bocetinha linda, de menina, com poucos pelos.
Seu jeitinho inocente exalava tesão, e eu senti que poderia toca-la a vontade já que não tinha maldade. Ela me chamava de senhora e eu me aproveitava de sua ingenuidade. Tinha intenções de tocar aquela bocetinha linda, então lhe dei algumas saias para no futuro não ter dificuldades de masturba-la quando estivesse cozinhando ou lavando vasilhas!!!
Comprei dois soutiens e 10 calcinhas tipo tanga. 02 vestidinhos lindos.
Ela ficou muito feliz e eu pedi que experimentasse para eu ver. Foi quando começamos uma conversa mais intima. Perguntei se ela era virgem e a resposta foi uma surpresa: Não perdi ontem quando o capataz me trazia.Eu curiosamente lhe perguntei: Como assim??? Ela com os olhos cheios de lágrimas me disse que 02 horas depois de sair da fazenda o capataz disse que iria para na sombra de uma árvore para fazerem um lanche e eu até que gostei, estava com fome, mas ele ficou olhando para os meus peitinhos e me perguntou se eu estava com frio, por que os bicos estavam apontando para fora da blusa se aproximou e já foi passando a mão e chupando, eu gostei tanto que gemia mesmo sem querer, e ai ele foi tirando minha blusa e apertando mais e enfiando a mão dentro da minha calcinha e passando o dedo, fazendo cócegas e colocando e tirando o dedo dentro da minha periquita e eu fiquei toda molhada, com muita vontade de receber mais carinho e ele tirou minha calcinha e subiu em cima de mim e começou a meter seu penis duro nela e eu sentia muita dor, mandava ele parar, mas ele tapava minha boca e falava me faça gozar garotinha, até que ele me gozou todinha e fomos em embora. Eu perguntei se ela estava dolorida e ela disse que sim, então pedi que ela fosse tomar um banho que eu iria passar uma pomadinha em sua vagina.
Ela foi e quando voltou, já peladinha mandei que se deitasse e eu fiquei olhando aquela pequena vagina, vermelha, arrombada, com muito carinho fui passando a pomada e a masturbando e perguntando se estava doendo, passava o dedo no grelo dela e ela gozou na minha mão, já mole de prazer, chegava a gemer baixinho, sua respiração me oferecia seus peitinhos, aí eu disse que o sexo era prazeroso, que aquela experiência não deveria servir de lição, eu iria lhe ensinar a ter prazer e comecei a chupar os peitinhos dela, a essa altura ela já tinha gozado em minha mão pelo menos duas vezes, pois massageava seu grelo com muita suavidade. Agora chupando suas tetas e a masturbando, ela não conseguia conter e pedia mais!!
Agora que vc já está sabendo como é o prazer vou te mostrar mais um pouco. Peguei um vibrador e a masturbei e ela ficou doida, mordia os bicos dos seios dela e eles ficaram enormes. Eu chupava a boca dela e falava muita sacanagem ao seu ouvido do tipo, vira putinha, vira, geme safada, goza na pica do macho vai!! E ela olhava para mim como se fosse desmaiar!! Que gracinha!! Fodi a bocetinha dela gostoso.
Eu sempre era a ultima a acordar, pois sou bancaria e entro às 11:00hr no trabalho, ao acordar estávamos sozinhas novamente e perguntei se a bocetinha estava melhor e ela disse que sim, então perguntei se queria que eu passasse a pomadinha novamente e ela sorriu e disse que sim.
Ela foi tomar um banho e se deitou peladinha na minha cama. Antes de passar a pomadinha chupei seu grelo e ela chegou a gritar de prazer, já me pedia mais e xingava tanto quanto eu. Pronto já formei uma fodiona, safada. Ela partiu para cima de mim e começou a chupar meus peitinhos que também são maravilhosos. fez tudo comigo, até o vibrador ela usou na minha boceta!!! Já nasceu puta essa menina, que delícia!!
Fui trabalhar e quando voltei a casa estava um brinco!! Uma empregada pra cama, mesa e banho!!!
Nos dias que se seguiram eu tentei evitar o contato, ia dar minhas caminhadas pelo calçadão como sempre fazia e no final da semana ela me pediu para passar a pomadinha novamente, eu perguntei se tinha acontecido alguma coisa com ela e a resposta me surpreendeu novamente!!
Meu irmão havia trepado com a ninfetinha quase virgem e deixado a bichinha toda arrombada novamente, mais uma vez eu cuidei dela em troca de detalhes desta história, mas esta é uma outra história!!!

Um comentário:

manhosa louca por mulher disse...

nossa eu iria ama ser sua empregada, aceita me contrata,
faço o que vc quiser e manda
vc teve ser muitoooooooooo gostosa,
me encima tudo vai por favor me encima